Sabes aquela tua amiga?

Screenshot_2016-07-11-20-28-08-1

Fonte imagem: Pinterest

Sabes aquela tua amiga que foi mãe há pouco tempo?

Aquela com quem tomavas café todas as semanas, que andava sempre bem penteada, unhas arranjadas e maquilhada?

Aquela que agora raramente vês, que agora demora 3 dias a responder ás tuas mensagens?

Aquela que encontraste por acaso a semana passada e quase não a reconhecias?

Aquela que em vez do cabelo arranjado tem um rabo-de-cavalo feito à pressa, e em vez da maquilhagem tem umas olheiras até aos pés e um ar de zombie saído do “The Walking Dead”

Pois é, essa tua amiga precisa de ti!

Vai a casa dela, manda-a para a cama 2 ou 3 horas. Se fores mesmo daquelas amigas do peito abre o frigorifico, vê o que falta, agarra no bebé que tem 2, 4, 6 ou 8 meses – pouco importa! – e vai as compras.

Quando chegares manda a tua amiga encher a banheira enquanto lhe fazes o jantar – ou o almoço! Dá uma olhada pela casa e vê que podes fazer em pouco tempo para a aliviares um bocadinho: põe roupa a lavar e estende ou apanha, passa-lhe o aspirador ou limpa-lhe o pó.

Finalmente senta-te com ela á mesa e conversem! Vai fazer-lhe bem conversar com alguém que não a vai julgar nem colar-lhe uma etiqueta de “incapaz”! E se ela chorar, não lhe digas que está deprimida, diz-lhe só que o que ela está a viver é normal e que não tarda tudo vai entrar nos eixos.

E se ela estiver mesmo com dificuldades relembra-lhe que os profissionais não mordem e a ajuda que dão pode ser preciosa! As vezes bastam duas ou três sessões para dar o empurrãozinho que vai aumentar a confiança e desbloquear a situação.

Para ti será apenas um dia diferente no meio de tantos outros… Para a tua amiga será o dia que fará toda a diferença no meio de tantos outros!

O primeiro ano de vida de um filho – seja o primeiro, o segundo ou o quinto filho! -é sempre uma verdadeira maratona olímpica. Nem sempre a adaptação a esta nova vida é fácil e muitas vezes a mulher apesar de esgotada não pede ajuda com medo de ser julgada, de sentir não estar à altura, ou simplesmente porque está tão cansada que só a ideia de ter de explicar tudo o que esta a viver já a deixa exausta.

Sabes aquela tua amiga?

Somos todas nós.

E todas nós, uma altura ou outra, precisamos de um amiga como tu!

Lembra-te disto da próxima vez que achares que “aquela tua amiga” está mesmo com um ar cansado 😉
Assim vai a vida… aos olhos de uma mãe!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s